• (14) 3235-3350

Rinoplastia - Nariz

Trata se da cirurgia plástica mais complexa, desafiadora e apaixonante. O nariz é uma estrutura tridimensional, composta de pele, cartilagem, ossos, músculos e mucosa. Todas com cicatrizações em períodos distintos. É a estrutura que está à frente de todo o nosso corpo, ou seja, é a primeira coisa que olhamos quando não estamos olhando nos olhos da outra pessoa. Falam que a personalidade esta ligada as características dos narizes.

A cirurgia reparadora do nariz nasceu antes de Cristo, cerca de 600 anos, e ainda hoje a técnica empregada naquela época é utilizada em alguns casos de reparações por perda de substância ou por cirurgia oncológica.

Quanto a cirurgia estética, nasceu no século XIX, tendo evoluído significativamente nos dias de hoje, com duas abordagens principais que são a técnica clássica fechada, onde os cortes ou incisões são feitos todos por dentro das narinas, e a técnica aberta onde resulta uma pequena incisão na columela - pequena coluna que separa as narinas. Vejam desenho – A cirurgia do nariz não é dolorida como muitos pensam, o único incomodo a ser enfrentado são os tampões que ainda muitas vezes são necessários para evitarmos sangramentos. Nem todas às vezes se faz necessário a fratura, ou melhor, a osteotomia dos ossos próprios do nariz, mesmo assim esta não causa dor, pois um splint - gesso ou outro material sintético é colocado no dorso nasal para manter imóvel as estruturas recém posicionadas garantem a manutenção do conforto do paciente nos sete dias pós operatórios. Quanto aos tampões quando são colocados deverão ser removidos em 24 a 48hs pós-operatório no máximo. O paciente poderá retornar suas atividades em cerca de uma semana. Exercícios rigorosos deverão ser adiados por sessenta dias. Costumamos falar e mostrar aos nossos pacientes que em cirurgia de nariz ou mesmo em qualquer outra cirurgia, cada caso é um caso. Muitas vezes necessitamos intervir somente no dorso nasal, outras vezes somente na ponta e na grande maioria em todo o nariz, inclusive em parte do septo – parede que divide o nariz. Às vezes são retirados fragmentos do septo cartilaginoso para servirem como enxertos e corrigirmos deformidades na ponta caída.

Vejam um esquema genérico para cirurgia do nariz. A clássica e a aberta, vale salientar que ninguém até hoje retornou para reclamar da pequena e quase invisível cicatriz que ficou na columela. Existe narizes que seria praticamente impossível obter-se um resultado satisfatório sem a utilização da técnica aberta.

Resumindo, no nariz, como nas mamas existe tanto a cirurgia de redução como a cirurgia de aumento, com enxertos de cartilagens ou com material aloplástico, poroso, ou liso. Hoje sabemos que o material poroso é mais aceito pelo organismo.


Localização

clique aqui para ver o mapa

Clínica Eudes Nobrega © 2020 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem